Contribuir small-arrow
Voltar à home

Por causa deles esta é a época mais romântica para ir à Serra da Lousã

Chamam-lhe brama e é o cio dos veados. Como verbo significa berrar ou fazer estrondo e é exactamente isso que podem testemunhar por esta altura na deslumbrante Serra da Lousã. De Setembro a Novembro, os animais acasalam, por isso expõem-se mais e a serra é um local privilegiado para observá-los no habitat natural. Ponto alto […]

Partilha

Chamam-lhe brama e é o cio dos veados. Como verbo significa berrar ou fazer estrondo e é exactamente isso que podem testemunhar por esta altura na deslumbrante Serra da Lousã. De Setembro a Novembro, os animais acasalam, por isso expõem-se mais e a serra é um local privilegiado para observá-los no habitat natural.

Ponto alto do calendário natural das Aldeias do Xisto, há passeios guiados e rotas que podem fazer para ouvir e observar os machos a defender e reclamar os territórios, atraindo as fêmeas. O crepúsculo e a madrugada são as alturas do dia mais propícias, directamente ou com a ajuda de uns binóculos.

Veado-vermelho

Depois de mais de 200 anos extinto na Serra da Lousã, por causa da caça e da desfragmentação e destruição do habitat, o veado-vermelho (Cervus elaphus) foi reintroduzido entre 1995 e 1999 pela Universidade de Aveiro e, duas décadas depois, os cerca de 100 veados multiplicaram-se e são hoje mais de 3000. 

O veado-vermelho é o maior mamífero selvagem de Portugal, que pode chegar aos 2,5m de comprimento e 250 kg de peso. Entre Setembro e Novembro, muitos curiosos e curiosas vão até à Serra da Lousã, entre o pôr-do-sol e o amanhecer, para assistir a este que é um dos espectáculos naturais mais bonitos que se pode ver e ouvir em território nacional. Os machos exibem-se para as fêmeas nas lutas de hierarquia representadas pelas pancadas secas entre hastes. Demonstrações de força e virilidade que são, no fundo, lutas por amor, repletas de bramidos sedutores embrulhados na noite estrelada, que atraem fêmeas e afastam outros machos.

[post-ad]

Como não deixam de ser animais selvagens, a distância e o respeito devem ser mantidos nestas actividades mas, para que tudo corra mesmo bem, encontram guias na AJVFM – Associação de Jovens de Vila Flor e Meroucinhos ou Lousitânea. Também há empresas como a agência de ecoturismo Veado Verde e a Transserrano que vos levam e proporcionam a experiência, com preços entre os 17,5€ e 50€ por pessoa. A segunda também tem uma Rota dos Veados, entre os meses de Maio e Agosto, com o custo de 12,5€ por pessoa.

Texto: Inês Teixeira com Filipa Queiroz 
Fotos: Aldeias do Xisto, Rui Couto

Mais Histórias

Podem descobrir o 25 de Abril em Coimbra nestas 5 visitas guiadas

Pierre Marie e Eduardo Albuquerque convidam à descoberta da história pública da cidade, a começar por aquela que teve início no Dia da Liberdade. Os passeios são interactivos e gratuitos, entre os dias 24 de Abril e 1 de Maio.

quote-icon
Ler mais small-arrow

Gostavam de conhecer melhor Coimbra? Têm mais de 40 oportunidades até ao fim do ano

A Câmara Municipal retomou as visitas guiadas gratuitas ao património cultural e histórico da cidade com passeios todos os meses e para todos os gostos, até Dezembro.

quote-icon
Ler mais small-arrow

Vamos teletransportar os miúdos uns séculos e visitar os romanos

Foi-se o verão, dissemos adeus às férias grandes, mas nem por isso deixaremos de aproveitar os tempos livres para passeios em família. O que não faltam são opções na região. Hoje a sugestão é uma nova visita ao Museu Monográfico de Conímbriga, em Condeixa, a escassos minutos do centro de Coimbra. Criado em 1962, o […]

quote-icon
Ler mais small-arrow
Contribuir small-arrow