Voltar à home
Conheçam

Famílias em Acção

Vejam

Vídeo de apresentação

Saibam mais

Actividades do projecto

O «Famílias em Acção» ensina as famílias a lidar com os seus problemas

34 famílias estão a ser apoiadas pelo projecto inserido no programa estatal «Bairros Saudáveis», que ajuda os elementos dos núcleos familiares de alunos carenciados não sinalizados de duas escolas de Coimbra a ter uma vida mais sustentável, lidar com as finanças, resolver problemas na habitação e mesmo com os veículos pessoais.

Partilha

Fotografia: Mário Canelas

Conheçam

Famílias em Acção

Vejam

Vídeo de apresentação

Saibam mais

Actividades do projecto

Tânia faz parte da Associação de Pais do Atelier de Tempos Livres (ATL) de Santa Apolónia, na freguesia de Eiras e São Paulo de Frades. Perante uma situação de reconstrução familiar, com conflitos bem vivos entre os núcleos familiares, sentiu necessidade de pedir ajuda ao projecto «Famílias em Acção». A iniciativa nasceu no final de 2021, no Agrupamento de Escolas Rainha Santa Isabel (a que pertence o ATL de Santa Apolónia), para ajudar alunos e respectivas famílias, incluindo todos os elementos, desde a resolver conflitos a tentar um maior equilíbrio nas finanças, melhorar as condições da casa e até arranjar o carro.

«Fui a uma sessão com uma técnica, que me correu muito bem. Numa futura vou com o meu filho, mas agora fui sozinha porque achei que ele está melhor resolvido que eu», adianta Tânia (que prefere não revelar o apelido), elogiando a iniciativa. «É um grande incentivo para expormos os nossos problemas à vontade e para nos sentirmos melhor dentro da família», entende.


Uma alteração familiar também levou Patrícia (também não colocamos o sobrenome)  a recorrer ao projecto, mas em nome do filho. «Ele estava a ter comportamentos agressivos com os colegas e esteve mesmo em risco de sair do ATL de Santa Apolónia», aponta. Em Novembro de 2021, o jovem começou a ir a consultas de apoio psicológico e a mãe admite que está muito melhor. «Está muito mais calmo, em casa e na escola», revela. As sessões são dadas por uma técnica de Lisboa e assentam no método de Constelação Familiar, uma metodologia em que são colocados objectos ou bonecos a representar as pessoas, emoções ou sintomas.

Apoio do Estado

«O filho da Patrícia encontrou o seu lugar no seio da família e isso levou-o a melhorar o seu comportamento». Esta frase é-nos dita por Irma Brito, professora na Escola Superior de Enfermagem de Coimbra e coordenadora do «Famílias em Acção». Completa que, nas sessões, «procuramos os gatilhos, tentamos desconstruir o assunto. E têm sido muito eficazes junto das famílias que ajudamos».

O projecto é apoiado no âmbito do programa estatal «Bairros Saudáveis», tendo como promotores o Rotary Clube de Coimbra Olivais e o Instituto Europeu para o Estudo dos Factores de Risco em Crianças e Adolescentes, uma rede europeia que se dedica à investigação e promoção da prevenção primária de comportamentos desviantes da juventude. Tem ainda uma rede de parceiros que inclui a União de Freguesias de Eiras e São Paulo de Frades, a Escola de Hotelaria e Turismo de Coimbra ou a Unidade de Saúde Familiar de Coimbra Norte. Começou em Outubro de 2021 e está actualmente a apoiar 34 famílias, com um plafond de 400€ por família.


«Nós não damos dinheiro, nós damos os instrumentos para as famílias viverem de forma mais sustentável. Por outras palavras: Não damos o peixe, ensinamos a pescar», clarifica Irma Brito, que completa ainda que uma das razões para este projecto avançar tem a ver com a alteração repentina do modo de vida das famílias e dos seus rendimentos, decorrente da pandemia. Segundo a descrição do projecto na página oficial, «as famílias socialmente mais vulneráveis por vezes encontram algumas dificuldades na educação dos filhos. Através de oficinas de Reflexão, Experimentação e Transformação dinamizadas por parceiros comunitários, pretendemos apoiar as famílias a melhorar a saúde familiar, o bem-estar socioeconómico, a salubridade e conforto da habitação, sem esquecer os conhecimentos sobre saúde».

O objectivo inicial era apoiar 30 famílias, mas os recentes acontecimentos levaram a uma remodelação do projecto. «Com a guerra na Ucrânia e a chegada de quatro famílias à freguesia de Eiras e São Paulo de Frades, elas foram também incluídas no projecto. Neste momento, as crianças dessas famílias já estão a ter aulas de Português», conta Irma Brito.

Ajuda com a habitação e transporte

Uma das vertentes do projecto é ajudar as famílias na gestão do seu dia-a-dia. Uma delas passa por tornar as casas mais agradáveis e sustentáveis, inclusive na perspectiva de fazer obras que sejam necessárias. Irma Brito descreve-nos que há um arquitecto que faz a avaliação das casas e que, a partir daí, as famílias podem decidir avançar para obras. «Damos ajudas na habitação e em pequenas melhorias até 400 euros. Já substituímos janelas e electrodomésticos ou tomadas descarnadas», exemplifica a coordenadora.

Patrícia foi uma das pessoas que quis avançar para obras em sua casa, com o projecto a contribuir na compra de materiais de construção. «O meu marido está a fazer as obras e temos a ajuda de um interveniente do projecto, que também trabalha em construção civil», adianta.


Irma Brito explica que o arquitecto avalia as casas em termos de conservação e conforto energético. Paralelamente, há vários webinars (todas as terças-feiras) e workshops que servem para explicar aos associados como podem tornar as rotinas mais sustentáveis, nomeadamente no que toca a finanças, a melhoria da saúde familiar e literacia em saúde, o bem-estar socioeconómico, a salubridade e o conforto da habitação.

«A 7 de Maio tivemos uma técnica de comunicação a explicar algumas situações, com aspectos como vestir para uma entrevista de emprego. Tivemos também uma pessoa a dar explicações sobre o carro: o que significam as luzes que acendem, quando e como devem mudar o óleo, uma vez que temos muitas famílias monoparentais, em que a pessoa que utiliza o carro não tem este conhecimento», descreve.


Ensinar as crianças a terem um estilo de vida mais saudável faz parte da missão da «Famílias em Acção», por exemplo incentivando-as a plantar uma horta na escola sede do Agrupamento de Escolas Rainha Santa Isabel. Neste momento, a própria manutenção do espaço está a ser feita pelos alunos do 5º ano da escola, tarefa que, no início do próximo ano lectivo, vão transferir para os recém-chegados, com Irma Brito a sublinhar a importância de aprenderem estes estilos de vida de uma forma mais prática.

Avaliar para renovar

O projecto «Famílias em Acção» termina tem Outubro de 2022 mas a coordenadora tem esperança que seja renovado pelo Estado. «Os meses de Julho e Agosto serão mais parados, pelo que esperamos poder ainda pô-lo em prática no próximo ano lectivo. Se for bem avaliado pode ser renovado», adianta. Se assim for,, será alargado às crianças do 2º Ciclo.

Mais Histórias

Nasce o Centro Social e Cultural da Relvinha mas problemas de acesso e integração continuam a pedir soluções

Depois de quase duas décadas de impasse, uma angariação de fundos e um financiamento público permitem concluir o espaço que já tem programação prevista. Mas quem esteve envolvido no processo garante que é só a ponta do icebergue de problemas que persistem, como a falta de acesso aos programas de financiamento e de integração da chamada zona Norte de Coimbra no resto da cidade.

quote-icon
Ler mais small-arrow

Famílias de Coimbra continuam a acolher famílias de refugiados da Ucrânia com «confiança absoluta»

Recém-chegados falam numa convivência e cumplicidade que vão muito além do mero acolhimento, que acontece desde que começou a guerra no país com a Rússia. Falámos com cidadãos já empregados mas quem presta apoio oficial no terreno fala em dificuldades na procura de habitação a preços acessíveis.

quote-icon
Ler mais small-arrow

Vamos discutir a cidade? Tragam as vossas ideias para a Praça Pública

Não queremos que os assuntos que interessam fiquem pelo café, pelos jantares de amigos e pelas redes sociais por isso criámos uma comunidade online, que está à espera dos vossos contributos.

quote-icon
Ler mais small-arrow