Voltar à home
Explorem

Tudo o que acontece em Coimbra

Adicionem um evento

Agenda colaborativa

Coisas para fazer em Coimbra

Para quem decidir aproveitar o feriado e o fim-de-semana na cidade, convidamos a desfrutarem da onda cultural que está a chegar. Há cinema, concertos, conversas, exposições e inúmeras celebrações do 9.º aniversário da inscrição da Universidade de Coimbra – Alta e Sofia na Lista do Património Mundial da UNESCO.

Partilha

Explorem

Tudo o que acontece em Coimbra

Adicionem um evento

Agenda colaborativa

Até 22 de Junho, há Sons da Cidade para descobrir, celebrando o nono aniversário da inscrição da Universidade de Coimbra – Alta e Sofia na Lista do Património Mundial da UNESCO. Mas também há visitas guiadas gratuitas, arraial de São João, filmes, teatro infantil, concertos e uma conversa sobre moda programados para os próximos dias. Está tudo na Agenda, mas ficam alguns destaques.

«Coimbra insólita e secreta: Jardim da Manga»

Sexta-feira e Sábado, 17 e 18 de Junho, às 21h no Jardim da Manga (Coimbra)

Visita guiada à Fonte do Jardim da Manga, para conhecer a história e simbolismo de uma das belas Fons Vitae europeias; visita à Fonte Nova dos Judeus, no local onde se encontrava a românica torre de Santa Cruz e passando exteriormente pelo celeiro, hospital e refeitório dos Crúzios; Pátio da Inquisição e visita ao local do crime da maior psicopata portuguesa, que cometeu um dos crimes mais atrozes de que há memória e sendo por isso a última mulher condenada à morte em Portugal.

Concerto «Wolfgang Amadeus Mozart» 

Sexta-feira, 17 de Junho, às 18h30 na Igreja de Santa Cruz

Wolfgang Amadeus Mozart é o compositor escolhido para o primeiro dos concertos da Orquestra Clássica do Centro na edição de 2022 dos Sons da Cidade, cujo programa completo encontram aqui. A genialidade da sua música convida-nos à alegria de viver e devolve-nos os sorrisos que nos foram «sequestrados» nos últimos dois anos.

«Olhares, rostos e património mundial»

Sexta-feira, 17 de Junho, Ponto de Encontro: Largo D. Dinis

Também integrada na programação do Sons da Cidade, é uma visita guiada ao exterior dos edifícios universitários construídos durante o período do Estado Novo, apresentando um plano de modernidade e transformação na cidade. A monumentalidade dos edifícios, os baixos-relevos, as esculturas com seus olhares e rostos estáticos serão o foco de descoberta do percurso.

«Revolta» 

De Sexta-feira, 17 de Junho a 4 de Julho,  às 21h30, na Casa do Cinema de Coimbra

Em consequência da pandemia e da crise económica há uma revolta generalizada nas principais cidades do País e, Paulo e Cristina, um casal de classe média alta com um filho recém-nascido, só não se juntam à indignação popular porque combinaram, nessa mesma noite, organizar um jantar para dois amigos: João, a atravessar um processo de divórcio que o mergulha numa estranha depressão; e Raquel, amiga de infância de Cristina que passou os últimos anos a atravessar o planeta numa viagem de autodescoberta. Um filme de Tiago R. Santos, que estará presente na sessão de dia 23 de Junho. Podem ver quais são todos os filmes em exibição na Casa do Cinema aqui.

Uxía

Sexta-feira, 17 de Junho, às 21h30, no TAGV – Teatro Académico de Gil Vicente

No seu último trabalho, «Uxía-o», dedicado ao poeta da montanha, Uxío Novoneyra, aproximou-se à música tradicional da Galiza e Portugal e a uma nova leitura da obra de Zeca Afonso num compromisso com a beleza, o lirismo e a realidade. Este concerto será uma viagem pela poesia galega clássica: Manuel María e Rosalía de Castro, a quem dedicou os três trabalhos discográficos. O tema presente nos seus trabalhos é o diálogo entre culturas, a defesa da identidade linguística e a procura de um espaço para a voz da mulher.

«Chegar ao rosto em Frei Cipriano da Cruz»

Até 10 de Julho, das 10h às 18h, no Museu Nacional de Machado de Castro

Exposição temporária em colaboração com a Diocese de Coimbra.

«Gala das Rosas»

Sábado, 18 de Junho, às 21h, no Convento São Francisco

No âmbito de uma campanha de angariação de fundos para as obras de restauro dos claustros do Mosteiro de Santa Clara-a-Nova, a Confraria da Rainha Santa Isabel organiza uma gala de solidariedade com a participação de diversos grupos musicais: Quarteto de Cordas da Orquestra Clássica do Centro, Coro Misto da Universidade de Coimbra, Serenata Futrica (Grupo Etnográfico da Região Centro), Grupo de Fados Praxis Nova, Escola de Dança do Colégio da Rainha Santa Isabel e Grupo de Metais da Banda de Santana.

«Cantigas de Maio»

Sábado, 18 de Junho, às 17h, no TAGV- Teatro Académico Gil Vicente

O pianista conimbricense Ricardo J. Dias junta-se ao contrabaixista Bernardo Moreira e juntos celebram o património musical português, num evento integrado na programação de Sons da Cidade.

Metro Mondego com Orquestra Clássica do Centro

Sábado, 18 de Junho, das 19h30 às 21h, no Estaleiro das obras do edifício ponte, na Baixa de Coimbra

Numa visita aberta ao edifício ponte do SMM – Sistema de Mobilidade do Mondego, apresenta-se o projecto do Sistema de Mobilidade do Mondego [SMM] e da intervenção em curso na Via Central, seguida de um concerto com a Orquestra Clássico do Centro. O evento faz parte da programação de Sons da Cidade.

«Talk Fashion»

Sábado, 18 de Junho, às 16h30, na Torre Arnado

Conversa sobre «Moda, Arte e Beleza» com a jornalista de moda Angel Machado.


«E Virou!»

Sábado, 18 de Junho, às 17h, Grupo Desportivo da Arregaça

As fogueiras de São João vão voltar à Arregaça no dia 23 de Junho e, para preparar o arraial, o Teatrão criou uma oficina para aprender os passos de dança tradicionais.

«Filminhos infantis à solta pelo país»

Sábado, 18 de Junho, às 15h, na Casa do Cinema de Coimbra

Seis curtas de animação para encantar miúdos e graúdos, onde não vai faltar «um gigante que descobre um local de grande beleza natural», um «urso comilão que tenta roubar uma cesta de piquenique» ou uma história «que nos diz que uma catástrofe nunca vem só».

«O menino e rio»

Sábado, 18 de Junho, às 21h30, no Museu Nacional de Machado de Castro

No âmbito das comemorações do centenário do nascimento de José Saramago, a Estação das Letras apresenta o espetáculo «O Menino e o Rio», a partir das obras «O Silêncio da Água» e “A Maior Flor do Mundo». Inscrições obrigatórias: 964 090 165.

«Sol do novo mundo»

Até 11 de Julho, às 15h, no Centro Cultural Penedo da Saudade

A apresentação do livro de Wagner Merije será feita por Pires Laranjeira, com a presença do autor. Uma edição da Aquarela Brasileira Livros.

«Germinação»

Sábado, 18 de Junho, às 11h, no Teatro da Cerca de São Bernardo

Alpindo e Boleta são as personagens deste espectáculo para a infância, uma produção de Teatro do Montemuro. «Falam tanto de reis da história de Portugal, como de palavrinhas inventadas com sabor musical.» M/6.

«Animais»

Sábado, 18 de Junho, às 21h30, no Convento São Francisco 

A aventura de Belle Chase Hotel e Quinteto de Coimbra pelo universo de Carlos Paredes resultou no CD «15 Anos sem Paredes» e no Prémio Edmundo Bettencourt. Em 2022, os Animais expandem horizontes e o 2º álbum, mais desértico e minimalista. Este registo revisita temas da família Paredes, bem como de Orlando de Carvalho, Francisco Filipe Martins e Amália Rodrigues, aos quais se juntam composições originais, que solidificam a personalidade musical deste colectivo.

Vitória Wilkens Trio

Sábado, 18 de Junho, às 19h30, no Café Concerto do Convento São Francisco

O trio de Vitória Wilkens vai interpretar músicas da artista, nos ombros dos gigantes clássicos da música brasileira e do jazz. A cantora será acompanhada por Moisés Viegas no piano e Paulo Silva na bateria/percussão. Evento integrado na programação do ciclo «Prelúdio», com curadoria da Blue House, e que funciona como uma nota introdutória a alguns dos espectáculos que o Grande Auditório do Convento São Francisco recebe.orquestrada pela própria Alice Caymmi com Vivian Kuczynski, trabalho que vem apresentar a Coimbra.

Concerto de cordas tradicionais de Coimbra

Domingo, 19 de Junho, às 11h, nos Claustros do Colégio da Graça 

No âmbito das comemorações do Centenário do Núcleo de Coimbra da Liga dos Combatentes, vai-se realizar um Concerto de Cordas Tradicionais de Coimbra.

«Descobrir Pessoa»

Domingo, 19 de Junho, às 17h30, no Centro Cultural Penedo da Saudade

Celebração do aniversário do nascimento de Fernando Pessoa na voz de Alexander Search, uma menos conhecida identidade pessoana, e o projecto  SignaPoesis, em que a poesia e a Língua Gestual Portuguesa se fundem numa só matéria.

«Filas de sonhos»

Domingo, 19 de Junho, das 09h às 19h, na Livraria Faz de Conto

Integrada na iniciativa «Adopta uma Editora», a escritora Rita Sineiro vai contar a história e falar do seu novo álbum ilustrado «Filas de Sonhos», editado pela Akiara. Este livro fala sobre a crise dos refugiados, um álbum emotivo, profundo e terno, com toques de humor, que ajuda a ver a crise dos refugiados a partir de dentro, com empatia. M/5. Inscrições aqui.  

«Piratas no Jardim Botânico»

Domingo, 19 de Junho, às 11h, no Jardim Botânico da Universidade de Coimbra

Um concerto para famílias, com uma turma bem divertida. Uma parceria entre a Recortar Palavras, a Aquarela Brasileira, o Museu da Água Coimbra e o Jardim Botânico da Universidade de Coimbra. Com Hélder Santos e Wagner Merije. Inscrições aqui.


Concerto de portas abertas ao Museu da Misericórdia

Domingo, 19 de Junho, às 16h, na Capela da Misericórdia de Coimbra, Pátio do Museu da Misericórdia e Rua do Loureiro

Concerto de Portas Abertas, precedido de visita à exposição permanente. O programa integra a execução de peças de órgão de Bach, seguida de um programa de canto e metais, para a execução de peças de Carlos Seixas e António Fragoso, de entre outros autores portugueses. Este momento decorrerá mantendo as portas abertas da varanda superior do museu da Misericórdia, de modo a que se possa ouvir todo o concerto na praça em frente. Trata-se de um evento de Sons da Cidade.

Escritores em Coimbra

Domingo, 19 de Junho, às 15h, Ponto de Encontro: Largo D. Dinis

Visita guiada a espaços exteriores nas ruas da Alta de Coimbra, evocando diversas figuras ligadas à literatura portuguesa que nasceram, viveram, estudaram, e vivenciaram a cidade. Fernão Lopes, Camões, Antero de Quental e José Saramago serão alguns dos escritores abordados e que muito contribuíram para a para a firmação e desenvolvimento do património literário português. Trata-se de um evento de Sons da Cidade.

Ensemble OCC & Grupo de Fado ao Centro

Domingo, 19 de Junho, às 11h30, junto à Capela de S. Bento

Com o propósito de valorizar, promover, internacionalizar as suas raízes e a sua cultura, a Orquestra Clássica do Centro, aqui pelo seu Ensemble de Cordas e o Fado ao Centro, apresentam o Fado/Canção de Coimbra num evento integrado na programação de Sons da Cidade.

«Estillus» 

Domingo, 19 de Junho, às 15h, no Museu Nacional de Machado de Castro

Concerto realizado por Elsie Rosa da Cunha (soprano), Conceição Moniz (flauta transversal) e Manuel Jorge (órgão), no âmbito das comemorações do nascimento de Joaquim Machado de Castro (19 de Junho de 1731 – 17 de Novembro de 1822).

«Jorge e a sua sombra» 

Domingo, 19 de Junho, às 10h15, no Exploratório – Centro Ciência Viva de Coimbra

Nas sessões «Explorastórias» de Junho vai-se explorar a ciência que se esconde nas páginas do livro «O Jorge e a Sua Sombra», de Davide Cali e Serge Bloch, para se aprender em conjunto como se formam as sombras e outros fenómenos de luz e cor.  Sessão às 10h15 e 11h15, limitadas a 20 participantes.

Arnaldo Antunes e Vitor Araújo

Domingo, 19 de Junho, às 18h, no Convento São Francisco 

«Lágrimas No Mar» chega agora à Europa, em formato de tour intimista, voz e piano. Um formato inédito na já longa carreira de Arnaldo Antunes, compositor brasileiro, que desde os Titãs, passando pelos Tribalistas e também pela relação de enorme cumplicidade com Marisa Monte, é um dos compositores de referência da música brasileira, dos últimos 40 anos.

«Há ciência…na água» 

Domingo, 19 de Junho, às 15h, no Exploratório – Centro Ciência Viva de Coimbra

Na quinta sessão do laboratório aberto, vai-se explorar a «ciência que há… na água», com experiências para toda a família, dos mais pequeninos aos mais velho

Mais Histórias

Coisas para fazer em Coimbra

O Verão chegou chuvoso mas com cheiro a manjerico e a agenda cheia, para não deixar arrefecer os ânimos. Há arraiais de São João, mercados, concertos, cinema, teatro e actividades para as crianças.

quote-icon
Ler mais small-arrow

Jornalismo feminista para não deixar temas «à borda»

Em pouco mais de um mês de funcionamento, a Aborda, primeira plataforma de jornalismo feminista portuguesa lançada em Coimbra e no Dia da Liberdade já conta com duas dezenas de colaboradores voluntários, além da redacção fixa que é constituída apenas por mulheres.

quote-icon
Ler mais small-arrow

Fernando de Lisboa, António de Coimbra

Oitocentos anos depois e numa altura em que é retomada a importante tradição de Romaria do Espírito Santo e Festa de Santo António, recuperamos a história do celebrado a 13 de Junho, que acabou por dar nome àquela que é hoje a maior freguesia da região e uma das maiores do país, com cerca de 40 mil habitantes.

quote-icon
Ler mais small-arrow