Coisas para fazer em Coimbra

O sol voltou, convida ao passeio e uma das propostas culturais desta semana até é, literalmente, «Andar a pé». Mas há muito mais, não fosse fim‑de‑semana prolongado de Festas da Cidade e Feira do Livro.

Partilha

Muita música, muita literatura, exposições, teatro e até gastronomia. Há eventos para todos os gostos estes dias em Coimbra e em vários espaços, do Jardim da Sereia a Antanhol, no Teatro Loucomotiva. Deixamos alguns destaques, mas podem consultar a qualquer momento tudo o que se passa na Agenda.

Feira do Livro de Coimbra

Sexta-feira, 1 de Julho até 10 de Julho, na Praça do Comércio

Diogo Piçarra, Sérgio Godinho e Filipe Raposo, Filipa Leal e Pedro Lamares, Hugo van der Ding, Rodrigo Leão, MC Ruze, Mário de Carvalho e até nós integramos a programação do evento de promoção do livro e da leitura junto da comunidade, naquele que é o início de um novo ciclo estratégico no que concerne à relação da autarquia com a Baixa da cidade. Participem no «Verdade ou Consequência – Ler para Crer» que temos preparado para a abertura e explorem o programa da feira que está aqui.

Festas da Cidade

Sexta-feira, 1 de Julho a 10 de Julho, vários locais

Concertos e muitos outros eventos culturais e desportivos compõem o cartaz completo das Festas da Cidade que podem consultar aqui. A abertura do cartaz está a cargo de Aurea, a 1 de julho, no Jardim da Sereia, onde também vão passar nomes como Miguel Araújo, Carolina Deslandes, Mallu Magalhães e Samuel Úria.

«O olhar, o espaço e o tempo»

Sexta-feira, 1 de Julho, das 10h às 18h no Museu Municipal de Coimbra – Edifício Chiado

Nas obras de António Monteiro, vê-se um conjunto de telas coerentes e com homogeneidade, todas com uma inspiração comum, como se fossem distintos andamentos de uma única peça musical. Não estamos num campo do puro abstracionismo, pois aquilo que cada peça mostra é a expressão plástica da interiorização estética, psicológica e emotiva de um lugar, de uma paisagem que marcaram pela força da própria obra da Natureza. 

África Negra

Sexta-feira, 1 de Julho, às 19h na Casa das Artes Bissaya Barreto

A primeira passagem na Casa das Artes em 2018 deu lugar a um mito de onde ecoam histórias de um vulcão em erupção, um ritual pagão de encosto violento e até práticas de hipnotismo com recurso à percussão incessante. O regresso promete um intenso fundão, um baile à moda santomense.

«Andar a pé. Walking on Sunshine»

Sexta-feira, de 1 a 16 de Julho, das 16h30 às 19h em vários espaços da cidade de Coimbra

Sempre aos sábados, espectadores e participantes poderão deambular em modo Fluxus pelo espaço urbano, assistir à exibição de documentários sobre grandes caminhadas, participar num debate sobre práticas e filosofias do caminhar e ainda fazer parte dos percursos propostos pelos espectáculos. Este ciclo termina com um singular piquenique-concerto, com ambiente sonoro do músico Rafael Toral. Encontram mais informação sobre as caminhadas aqui

Minta & The brook trout

Sexta-feira, 1 de Julho, às 22h no Salão Brazil

O aguardado quarto registo de estúdio de Minta & The Brook Trout chegou no ano em que se assinalaram 15 anos do início do projecto que viria a dar origem à banda fundada por Francisca Cortesão. «Matador», a primeira das músicas a ser escrita para o disco, no longínquo ano de 2018, foi o single de avanço onde estão presentes muitos dos assuntos que percorrem todo o álbum.

Sunset de Negócios

Sexta-feira, 1 de Julho, às 19h na Faculdade de Economia da Universidade de Coimbra

Dedicado a empreendedores, ou a qualquer pessoa que queira abrir um negócio, criado pelo Clube MBA da própria FEUC, em conjunto com a TAB. É um evento descontraído e informal de speed networking, ideal para se criarem laços profissionais. Inscrições aqui.

Luís Travassos

Sexta-feira, 1 de Julho, às 22h30 no Liquidâmbar

Presença habitual nos serões musicais do Liquidâmbar, Luís Travassos canta originais seus e músicas e poemas do mundo, com queda para o fado e o flamenco.

«O mistério da pedra encantada»

Sábado, 2 de Julho, às 11h no Pátio do Centro de Artes Visuais

Um espectáculo de Teatro de Marionetas para M/3, onde não faltam reis, príncipes e princesas, bruxas e dragões.

Robin Nolan

Sábado, 2 de Julho, às 21h30 no Salão Brazil

Um dos mais respeitados guitarristas de Gypsy Jazz desde Django Reinhardt. O inglês nascido no Vietnam mudou toda a sua perspectiva em relação à música após uma viagem ao festival anual Django Reinhardt em França. Mudou-se para Amesterdão para adotar a cultura e a liberdade musical cigana. É um dos mais respeitados pedagogos do Jazz Manouche.

De Portas Abertas II – «Os caminhos do trabalho»

Sábado a Segunda-feira, 2, 3 e 4 de Julho, às 19h na Arregaça (Início do percurso: Rua Verde Pinho)

A criação do segundo espectáculo do projecto de intervenção artística conta com a participação de pessoas da comunidade. A sua dramaturgia original resultou do processo de mapeamento cultural e pesquisa documental em torno das questões do mundo laboral, procurando relacionar os modos de vida dos habitantes da Arregaça com o seu trabalho, e estabelecendo as relações existentes entre trabalho, identidade, relações sociais e subsistência.

Festival das Sopas

Sexta-feira e Sábado,1 e 2 de Julho, às 18h, na Rua Direita (Baixa de Coimbra)

Vários restaurantes da Rua Direita juntaram-se nesta iniciativa em que os participantes podem provar diferentes sopas (6 sopas + 1 taça).

«Amor(famente)»

Sexta-feira e Sábado,1 e 2 de Julho, às 21h30, na Loucomotiva – Grupo de Teatro de Taveiro

Espectáculo de dança contemporânea, da temporada de apresentações de final de ano lectivo das turmas das Oficinas Loucomotiva, uma criação de autoria de Alexandre Oliveira.

«Cross das cegonhas»

Domingo, 3 de Julho, das 17h45 às 23h30 na Praça de Cabo Verde; Bairro Norton de Matos

Terceira edição de divulgação da gastronomia, música e cultura lusófona. Haverá várias tendas, de Sabores, dos Sons, de Saberes e um palco aberto à dança à música e às canções de além-mar. Também divulgação e apresentação de livros, conversas com autores de referência e declamação de poemas, com destaque para a presença dos autores Valter Hugo Mãe, Olinda Beja, Luís Cardoso de Noronha e Zetho Cunha Gonçalves.

«Os contos de Hoffmann»

Domingo, 3 de Julho, às 18h no Convento São Francisco

A ópera inacabada de Jacques Offenbach, terá como intérpretes os alunos e docentes da Escola Artística do Conservatório de Música de Coimbra, numa simbiose entre orquestra e cantores, dirigida pelo professor e maestro José Pedro Figueiredo.

Mais Histórias

Coisas para fazer em Coimbra

O ritmo dos dias abranda, mas Coimbra não pára. Temos quatro sugestões para fecharem da melhor forma a primeira semana de Agosto.

quote-icon
Ler mais small-arrow

Coisas para fazer em Coimbra

Também estão todos com a sensação de que a cidade está cheia de coisas a acontecer? E está mesmo. Se não forem de férias, vejam lá o que não podem perder.

quote-icon
Ler mais small-arrow

O Jardim Botânico entrou em RE/FORMA até Abril de 2023

Durante meses, o pulmão da cidade, que faz 250 anos, vai estar ainda mais aberto à cidade com dezenas de actividades para todas as idades a cruzar arte, ciência, educação e natureza.

quote-icon
Ler mais small-arrow