Filipe Furtado

Jornalista

filipefurtado2.0@gmail.com

Nascido e criado na bonita ilha de S. Miguel, Açores, vim parar a Coimbra no ano da graça de 2010, para estudar Jornalismo na Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra. Nessa agitação académica, integrei a redacção do Jornal Universitário – A Cabra, onde viria a ser também editor de Ciência & Tecnologia, e da Revista Via Latina, da qual viria a ser director entre 2012/2013. Terminados os estudos jornalísticos, dei espaço ao amor pela música e entrei no curso de instrumentista de Jazz da Tone Music School. Abracei também a paixão radiofónica através do curso de locução/realização, iniciando uma relação séria e duradoura com Rádio Universidade de Coimbra, onde me mantenho activo como locutor e autor dos programas 5 Minutos de Poesia e Elevador Copacabana, desde 2015. Agora, para além de músico, regresso à imprensa, directo para a bonita redacção da Revista Coimbra Coolectiva, com a convicção reforçada de que há mais nesta cidade do que dizem as más-línguas, que acontecem coisas todos os dias e que é preciso um trabalho de muitas vontades para redesenhar e imaginar uma Coimbra de futuro.

Metrobus e uma política de arborização insuficiente

As obras para o futuro Sistema de Mobilidade do Mondego, em Coimbra, pretendem «melhorar a integração do canal do Metrobus na paisagem e garantir reforço da estrutura ecológica urbana», mas o corte de 663 árvores expõe as inconsistências no caminho do urbanismo sustentável.

quote-icon
Ler mais small-arrow
Voltar