Laurisa Farias

Jornalista

laurisa11@gmail.com

Eu acredito em plurais porque acredito em colectivos. Colectivos são abraços – literais e metafóricos. Parodiando a poeta, quando abrimos nossos braços fazemos uma comunidade. É o nós que desata os nós. Somos nós, gentes, que ouvimos e contamos histórias, de nossas gentes, des nossa comunidades. Quanto mais ouvimos, mais aprendemos a escutar. Quanto mais contamos, mais aprendemos a partilhar. E compartilhar nos faz plural. Ah, sim: sou jornalista, apaixonada por educação, com alergia severa a pepino e a toda forma de normatividade.

Ideias Fixes para Copiar | Na Comunidade de Aprendizagem das Cerejeiras educar não é ensinar

Não é uma escola. Já foi e ficava em Penela. Há sete anos, e agora no Rabaçal, 36 crianças dos 3 aos 14 anos e de 10 nacionalidades frequentam a CAC e já há 15 em lista de espera para o próximo ano letivo.

quote-icon
Ler mais small-arrow

Preocupam-se com os animais? O Regulamento Municipal aguarda as vossas sugestões

O documento contempla cuidados de animais de estimação e respectivos humanos, sem esquecer o bem-estar dos abandonados. Podem consultar e comentar o Projeto de Regulamento Municipal do Centro de Recolha e Promoção do Bem-estar e Saúde Animal até ao fim do mês.

quote-icon
Ler mais small-arrow

O Festival Género ao Centro regressa em força para a segunda edição

A literatura e o poder da palavra comandam a segunda edição do programa, que tem como principal foco a promoção da igualdade de género e defesa dos direitos humanos junto às camadas mais jovens. Acontece de 24 a 26 deste mês em Coimbra, Condeixa-a-Nova e Góis.

quote-icon
Ler mais small-arrow

Há vozes femininas à solta no novo Coro das Mulheres da Fábrica

Assistimos à estreia da iniciativa da associação de promoção de educação pela arte para crianças e adultos Catrapum Catrapeia, que é uma celebração de liberdade e diversidade e tem Vânia Couto na proa.

quote-icon
Ler mais small-arrow

Debate SOS Árvores: «O que é que aconteceu aos pardais e aos pintassilgos?» 

A frase é de Jorge Paiva. A discussão pública da passada quarta-feira mostrou que contra factos pode haver argumentos, quando o assunto é património natural e sustentabilidade.

quote-icon
Ler mais small-arrow

Debate SOS Árvores: A cidade falou e o município e a Metro Mondego ouviram

Sabíamos que a cidade precisava de falar e as cerca de 150 pessoas que se juntaram a nós no Seminário Maior de Coimbra e online confirmaram-no. Ficou o compromisso de mais comunicação e maior envolvimento de todos.

quote-icon
Ler mais small-arrow
Voltar
Contribuir small-arrow