Contribuir small-arrow
Voltar à home
    Explorem

    Tudo o que acontece em Coimbra

    Adicionem um evento

    Agenda colaborativa

    Coisas para Fazer em Coimbra

    A agenda está bem recheada e diversificada este fim-de-semana, com propostas para todos os gostos, idades e feitios.

    Partilha

    Explorem

    Tudo o que acontece em Coimbra

    Adicionem um evento

    Agenda colaborativa

    whatsapp-icon

    Esta semana não vale ficar em casa. Podem sacudir o frio e as ideias em vários espaços da cidade, não só com música, arte, cinema e teatro mas também com interessantes (e importantes) encontros sobre o Direito à Educação e Direito à Vida perante a Crise Climática e Sensibilização e Recolha de Filtros pela Alta de Coimbra. Vejam os nossos destaques e já sabem que encontram o resto na Agenda.

    Curtas nos Óscares

    Até 24 de Janeiro, às 17h na Casa do Cinema de Coimbra (Galerias Avenida)

    Exibição das curtas-metragens portuguesas na shortlist dos Óscares: «O Homem do Lixo», de Laura Gonçalves; «Ice Merchants», de João Gonzalez e «O Lobo Solitário», de Filipe Melo. Várias sessões e horários.

    Joana Rodrigues 4Teto

    Quinta-feira, 26 de Janeiro, às 22h na OMT – Teatrão

    Uma viagem pelo laboratório criativo da intérprete e compositora Joana Rodrigues. Desde muito cedo que os discos de jazz do pai lhe despertaram interesse em enveredar na música. Em parceria com amigos que partilham a mesma paixão pelo cancioneiro de jazz norte americano abordam canções intemporais de uma forma intimista e única.

    Cineco

    Quinta-feira, 26 de Janeiro, às 15h no TAGV – Teatro Académico de Gil Vicente
    O único festival de cinema ambiental em Portugal, e um dos festivais de cinema sobre ambiente mais antigos do mundo, apresenta-se, na sua extensão a Coimbra, com as mais recentes produções nacionais e internacionais sobre questões ambientais.

    Amadeo

    Até 1 de Fevereiro, em diferentes horários (dia 27 às 21h30 e com a presença do realizador) na Casa do Cinema de Coimbra (Galerias Avenida)

    Amadeo e Lucie vivem uma grande história de amor quando a Primeira Guerra e a Gripe Espanhola fustigam a Europa. O pintor inspira-se em momentos do seu quotidiano para reter o futuro que sonha pintar. A sua vida é mais do que intensa: repleta de dor e amor, é fugaz. Um filme de Vicente Alves do Ó. Várias sessões. E há mais propostas na Casa do Cinema, nomeadamente um ciclo do realizador Abbas Kiarostami, podem consultar a programação aqui.

    Signapoesis e Amar pelos dois

    Sábado, 26 de Janeiro, Centro Cultural Penedo da Saudade

    Apresentação dos livros de Língua Gestual Portuguesa, da autoria de Isabel Correia, Pedro Custódio, Pedro Oliveira e Isabel Correia, Pedro Custódio e Rafaela da Silva. Será feita uma introdução às obras por Neuza Santana e Joana Sousa. Andreia Esteves será a intérprete em Língua Gestual Portuguesa.

    Matinée

    Sexta-feira, 27 de Janeiro, das 18h às 21h na Casa das Artes Bissaya Barreto

    Repete-se todas as semanas, conta com diferentes Dj’s e os mais variados tipos de música. Pode acompanhar a transmissão em www.radiobaixa.com e pelo Mixcloud Live da Casa das Artes.

    Novas vozes: Leituras encenadas

    Sexta-feira, 27 de Janeiro, às 18h no Centro Cultural Penedo da Saudade

    A peça de teatro A Menina Júlia, da autoria do sueco August Strindberg, vai ser interpretada por Ana Rita Marques e Miguel Figueiredo, sob a direcção de Pedro Lamas. Uma iniciativa promovida em parceria com a Trincheira Teatro.  

    Lar Doce Lar

    Sexta-feira, 27 de Janeiro, às 21h30 no Convento São Francisco

    O espectáculo que juntou pela primeira vez em palco Joaquim Monchique e Maria Rueff, está de regresso à estrada. Duas idosas, que partilham um quarto na Residência Sénior Antúrios Dourados, embarcam numa competição desmedida por um quarto particular após a «partida» da sua anterior ocupante. Maria Rueff e Joaquim Monchique desdobram-se em múltiplas personagens e levam a plateia numa viagem atribulada e hilariante pelos quatro cantos deste doce lar.

    The Acrylic Rib

    Sexta-feira, 27 de Janeiro, às 22h no Salão Brazil

    Trio formado por Albert Cirera (saxofones), Olie Brice (contrabaixo) e Nicolas Field (bateria), toca música improvisada numa viagem que vai do free jazz a um contraponto melódico, entre texturas ruidosas e interacções timbrais delicadas. Tendo já tocado entre si, mas nunca em conjunto, era demais evidente o desejo de formar um trio. Findos os confinamentos impostos pela pandemia, juntaram-se e o seu álbum de estreia será lançado em Março deste ano.

    Marta Bajouco Trio

    Sexta-feira, 27 de Janeiro, às 21h30 no Liquidâmbar 

    Marta Bajouco junta-se a Ana Trindade, na flauta, e Guilherme Nunes, no piano, para encontrarem e desencontrarem a calma e o desassossego, a mente e a natureza, a partir de canções originais e não-originais de indie folkbedroom popjazz, entre outras fusões.

    Oficina de Trava-Línguas

    Sábado, 28 de Janeiro, às 11h no TCSB – Teatro da Cerca de São Bernardo

    Provenientes da tradição oral popular, os trava-línguas podem aparecer como versos, frases ou prosa, o desafio é dizer as palavras de forma rápida ou várias vezes repetidas sem errar… sem travar a língua. A importância dos trava-línguas não se resume apenas ao seu papel lúdico, desempenham também um papel primordial ao nível psico-linguístico. Com a aquisição da leitura e da escrita esta torna-se uma ferramenta pedagógica essencial para a consolidação do português nas crianças. Com Catarina Moura.

    Fotografia Feminista Participativa

    Sábado, 28 de Janeiro, das 10h30 às 17h na Casa da Esquina

    Através da leitura de imagens, vai-se conversar sobre diferentes questões que afectam a nossa vida e a das nossas comunidades, tendo como base a perspectiva feminista interseccional. Depois de algumas noções básicas da prática e teoria da fotografia, vai-se experimentar com a câmara do próprio telemóvel, (ou outra com a qual a pessoa esteja habituada a trabalhar), a escrita visual que dará inicio ao processo de contar as próprias histórias. Com Mariola Mourelo e almoço partilhado.

    Direito à Educação e Direito à Vida perante a Crise Climática

    No contexto das greves estudantis pelo fim da energia fóssil, as lutas dos professores por uma maior valorização da educação, e as preparações para o 8.º Encontro Nacional pela Justiça Climática, esta conversa vai-se focar nas ligações entre educação e justiça climática.

    Acção de Sensibilização e Recolha de Filtros pela Alta de Coimbra

    Sábado, 28 de Janeiro, das 15h às 17h na Rua Larga

    No âmbito do Dia Mundial da Educação Ambiental, que se comemora no dia 26 de Janeiro, a Quercus – Núcleo Regional de Coimbra, em parceria com a Associação BioLiving, irá promover uma acção de sensibilização para a problemática ambiental das beatas de cigarros que são descartadas em variados locais provocando efeitos negativos na qualidade da água e no equilíbrio dos ecossistemas. Inscrição aqui.

    Visita Guiada + Oficina para Famílias

    Sábado, 28 de Janeiro, às 15h30 no CAV/ Encontros de Fotografia

    Uma oficina que acontece depois da visita «Look At Me!», de Sara & André, e «Caminho pela Linha de Sombra», de Tiago Baptista, onde os participantes são convidados a criar uma máquina recolectora de imagens e criadora de novas narrativas. Para crianças dos 4 aos 12 anos e suas famílias.

    VIII Coimbra World Piano Meeting 2023 – Concerto de Abertura

    Sábado, 28 de Janeiro, às 17h no Convento São Francisco

    O Concerto de Abertura do «VIII Coimbra World Piano Meeting», evento inédito coorganizado pela Academia Internacional de Música «Aquiles Delle Vigne» e pelo Município de Coimbra, contará com a Orquestra Filarmónica Portuguesa, dirigida pelo Maestro Osvaldo Ferreira, aos quais se juntarão jovens pianistas premiados do evento.

    Espécies Lázaro

    Sábado, 28 de Janeiro, às 21h30 no TCSB – Teatro da Cerca de São Bernardo

    Escrito e encenado pela dramaturga galega Vanesa Sotelo, este espectáculo recorda uma personagem histórica – Isabel Barreto, nascida em Lima, Peru, no século XVI, considerada a primeira almirante da história da navegação –, cruzando esse tempo com a actualidade e com os efeitos da pandemia.

    Ganso

    Sábado, 28 de Janeiro, às 22h no Salão Brazil 

    Depois de editarem o seu último longa duração em 2019 e de uma aventura com o Conjunto Cuca Monga, a banda regressou com dois singles: Gino (O Menino Bolha) e Sorte a Minha. Diferentes de trabalhos anteriores, pelo seu groove dançante, em ambas as músicas o baixo tem o protagonismo que caracteriza a música de dança.

    Pais, não venham cedo

    Sábado, 28 de Janeiro, das 20h30 às 23h30 no Exploratório – Centro Ciência Viva de Coimbra

    Neste serão vai-se explorar a ciência que há nos ovos e sair da casca em beleza. A actividade inclui ceia e destina-se a crianças dos 6 aos 14 anos.

    Astronomia para Bebés

    Domingo, 29 de Janeiro, às 10h15 no Exploratório – Centro Ciência Viva de Coimbra

    Aos Domingos, os bebés sobem às estrelas no Hemispherium ao som de acordes e melodias únicas, na voz inconfundível de Maria João e animação de Cristina Sampaio. Dos 0 aos 5 anos. Mais tarde, às 12h15, há uma sessão de Astronomia ao vivo, para miúdos e graúdos curiosos em saber mais sobre os grandes temas da astronomia, que são também os grandes temas da origem do universo.

    Filipa Biscaia

    Domingo, 29 de Janeiro, às 17h no Convento São Francisco

    Com produção de Ricardo Dias, Dois a Dois é o disco de apresentação da fadista, trazendo uma roupagem nova e leve. É composto por 10 temas agrupados de dois em dois géneros musicais desde o fado de Coimbra aos dois temas originais do disco, Rosa Secreta e O que Hoje Sou e conta com a participação de André Dias na guitarra portuguesa, João Filipe, Ni ferreirinha e Bernardo Viana na viola de fado, Daniel Pinto no baixo e Ricardo Dias no piano, e como artista convidado o fadista Pedro Moutinho no tema Quarto Alugado.

    Café Curto: Maree Lawn + Luís Figueiredo

    Terça-feira, 31 de Janeiro, às 19h30 no Café Concerto do Convento São Francisco

    Ela é uma artista multidisciplinar licenciada pela principal universidade de jazz da Nova Zelândia que, nos últimos cinco anos, criou música para a Netflix e colaborou com vários artistas. Ele é pianista, compositor e produtor musical. Actua e compõe com regularidade desde 2004. Faz parte de diferentes projectos, entre os quais o seu trio (com o qual lançou o álbum Manhã, pela JACC Records, em 2010).

    Mais Histórias

    Festival Política: música cigana local ao palco e as mentiras de Van Der Ding 

    É só o aquecimento do evento propriamente dito em Novembro, mas é uma estreia na cidade. Na sexta e Sábado, 10 e 11 de Fevereiro, a «festa da cidadania» chega a Coimbra. Os bilhetes são gratuitos e já podem ser levantados no Convento São Francisco.

    quote-icon
    Ler mais small-arrow

    Super Local ou a história do herói que faz a ponte entre a quinta e o garfo

    Depois de 20 anos trabalhando em projetos de cooperação e desenvolvimento em diversos países, Filipe Duarte voltou às origens para criar um negócio que aproxima produtores agrícolas e consumidores, fortalecendo a economia local.

    quote-icon
    Ler mais small-arrow

    Lindo Serviço | 8

    Por O Tatonas

    quote-icon
    Ler mais small-arrow
    Contribuir small-arrow