Contribuir small-arrow
Voltar à home
Participem

Consulta pública

Vejam

Evolução do território nos últimos dez anos

Já podem comentar ou reclamar sobre o Estado do Ordenamento do Território

Pode ser feito via email, correio ou presencialmente. O procedimento de consulta pública do relatório fica aberto até dia 12 de Dezembro.

Partilha

Participem

Consulta pública

Vejam

Evolução do território nos últimos dez anos

O Relatório do Estado do Ordenamento do Território (REOT) é o instrumento que permite a avaliação contínua do desenvolvimento do território, tendo em conta o nível de execução dos objetivos e concretização das acções propostas no Plano Diretor Municipal.

No início de Setembro, a Câmara Municipal de Coimbra (CMC) aprovou, por unanimidade, a abertura do procedimento de consulta pública do REOT relativo a Coimbra e esse período começou ontem. Até 12 de Dezembro, além de consultá-lo na página oficial do Município e na Divisão de Planeamento Territorial da Câmara Municipal de Coimbra (CMC), podem apresentar à autarquia as vossas sugestões, reclamações ou observações ao documento por escrito e partilhar o poder de decisão sobre a cidade.

A participação é muito importante e até já recolhemos algumas pistas, por isso não deixem de dar o vosso contributo, que pode ser feito de várias formas: por correio eletrónico, através do endereço geral@cm-coimbra.pt; via postal, escrevendo à CMC que fica na Praça 8 de Maio, 3000-300 Coimbra ou entregando directamente no atendimento ao público da autarquia, na Praça 8 de Maio ou na Loja do Cidadão. O atendimento é nos dias úteis das 8h30 às 16h30 e até às 19h30 no caso da Loja do Cidadão, que também abre ao Sábado das 9h30 às 15h.

O Relatório do Estado do Ordenamento do Território estrutura-se em três partes distintas que contribuem para uma leitura global sobre o estado do ordenamento do território: Dinâmicas Territoriais, Dinâmicas de Planeamento e Síntese de diagnóstico e Conclusão, que inclui um exercício de reflexão sobre as dinâmicas territoriais e de planeamento ocorridas, fundamentando, de acordo com a autarquia, a necessidade de revisão do PDM.

A análise deste documento é uma oportunidade para conhecerem melhor a cidade e as transformações sociais, económicas e ambientais que sofreu nos últimos anos e que colocam novos desafios como a resposta ao progressivo decréscimo e envelhecimento da população, o desenvolvimento económico, as alterações climáticas, a transição energética e o desígnio nacional da neutralidade carbónica da economia em 2050. A CMC também disponibiliza um sumário do relatório.

Depois do período de discussão pública, o REOT vai ser objecto de apreciação na próxima Assembleia Municipal.

Mais Histórias

O regresso do Cartola à Praça. Miragem ou milagre de Natal?

O procedimento concursal para a reabertura deve ser lançado ainda este mês e, se tudo correr bem, o espaço comercial com histórico de incumprimentos de pagamentos de rendas ao município reabre no primeiro trimestre de 2024. Perguntámos o que causou os logros anteriores e o que vai ser feito para não voltarem a acontecer.

quote-icon
Ler mais small-arrow

Arte pela mudança: a oportunidade vem antes do talento na Orquestra Geração

Em Dezembro há concertos, por isso todos os ensaios são poucos. Mas vai muito além dos aplausos o impacto do projecto de inclusão e desenvolvimento pessoal pela arte para crianças e jovens, que voou da Venezuela até Coimbra.

quote-icon
Ler mais small-arrow

Sala cheia num serão sobre palavras e gestos que «salvam vidas»

Continua a conquistar apoiantes o movimento Humanizar a Saúde em Coimbra, que ganhou impulso na Geração Coolectiva, está a ir às escolas e já tem agenda para 2024.

quote-icon
Ler mais small-arrow
Contribuir small-arrow