Contribuir small-arrow
Voltar à home
Atirem

Assuntos para a mesa

Sugiram

Mesas para falar sobre os assuntos

Conheçam

O Tatonas

Lindo Serviço | 2

Rubrica satírica e gastronómica quinzenal assinada por O Tatonas.

Partilha

Fotografia: Mário Canelas

Atirem

Assuntos para a mesa

Sugiram

Mesas para falar sobre os assuntos

Conheçam

O Tatonas

Olá, meus pantagruélicos coimbrinhas.

De regresso à mesa para mais uma refeição folheada com o que de cá melhor se passou nos últimos dias.

Desta feita avançamos pelo IC2, como quem vai para o IP3. Podíamos ir à Danceteria Glamour, ao Sargento, ao Albatroz ou até ao Rui dos Leitões, mas não, vamos ao melhor que há naquele hectare, O Santos.

O Santos cresceu dum tasco de vinho a copo para um restaurante de excelência e atualmente maior, na minha opinião, referência gastronómica na região. Basicamente fez o caminho inversamente proporcional à cidade que o alberga, reduzida agora a uma transbordante taça de vinho carrascão.

Começamos pela lista de entradas, onde a escolha é farta, aliás algo que discorre por todo o menu. Desengane-se, porém, quem imaginar que de tamanha fartura se faz parca qualidade. Não faz, que isto não é a Quinta D. João. Tenho frequentado este espaço de forma habitual, algo que parece não suceder com os estudantes de Direito e a sua Universidade, pois lembraram-se agora de bloquear a porta férrea como protesto por atraso na publicação das notas. Caríssimos, as notas demoram a sair desde 1984. Para estes meninos «exames na cama, exames no chão, passou, chumbou» são apenas palavras avulsas, sem qualquer ligação.

Regresso ao Santos, bem mais pacificado, saboreando o Folhado de Alheira de Caça com Nozes, Maçã Verde e Queijo Cheddar. Se é de caça ou não, pouco interessa, o que importa saber é que aqueles fumegantes pedaços de carne com pão a crepitarem a cada trinca do folhado fazem lembrar o lajedo da requalificação da Baixa. Crack…Crack… Crack… Maravilha, o intenso sabor do estalido ao quebrar.

Sirvo-me de Ribeiro Santo Encruzado 2021 e aquela dardejante corrente naquele copo remete-me de imediato para os pululantes lagos artificiais que rapidamente se formaram na Lusa Atenas, às primeiras chuvas. Ah, Coimbra, a querer ser o imenso Baikal, sem passar de uma Ribeira de Frades. Desmedida ambição.

Por preguiça comensal pedimos o Leitão. Eu não vou desdizer ninguém. Vou tão somente dizer que o Santos tem o melhor corte de Coimbra. E por aqui me fico. Aliás, numa cidade que faz do corte e costura profissão… O leitão do Santos vale pela consistência, o corte excecional, de crocantes e gordurosos retângulos feito. Aqui não se joga à roleta, que isto não é o Casino da Figueira. Mas antes fosse, pois se por cá ainda se discute onde colocar o Mercadona sem importunar ninguém, nem velhinhos, nem criancinhas, nem joaninhas, nem plantinhas, nem a estátua ao Camões, na Figueira as obras já avançam. Não sei se nos esforçamos ou se este jeito de ser, tão bem descrito por Leopold von Sacher-Masoch, já nasce connosco, coimbrinhas.

Para finalizar, eu, como inveterado concubino do chocolate, inclino sempre a minha escolha pós-refeição para a aveludada iguaria pré-colombiana. Aqui, no Santos, só poderia ser o Brownie de Chocolate e Nozes Pecan com Mousse de Lima ou a Mousse de Chocolate Enriquecida com Avelãs. Não vos restarão lágrimas para comer e chorar por mais.

O que, fundamentalmente, se deve reter deste estabelecimento é a sua imensa panóplia de pratos absolutamente geniais, confecionados de forma soberba, com execução de encher o olho sem nunca desprezar o espectador principal: o palato. Crocante de Gambas, Magret de Pato, Bife Wellington, Coxa de Pato Confitada, Trouxa Crocante de Leitão, enfim, o Santos é o Paulo Eno da restauração coimbrã, qual imparável Spiderman, numa esfuziante e enérgica oferta de ininteligíveis explosões dos sentidos. A Ibiza comensal fica já ali, ao virar da esquina.

Pantagruélicas saudações, meus coimbrinhas.




*Aviso: como a carta vai mudando, alguns destes pratos poderão já não constar atualmente.

Mais Histórias

Lindo Serviço | 8

Por O Tatonas

quote-icon
Ler mais small-arrow

Lindo Serviço | 7

Rubrica satírica e gastronómica quinzenal assinada por O Tatonas.

quote-icon
Ler mais small-arrow

Lindo Serviço | 6

Nova rubrica satírica e gastronómica quinzenal assinada por O Tatonas.

quote-icon
Ler mais small-arrow
Contribuir small-arrow