Contribuir small-arrow
Voltar à home
Contribuam

Façam um donativo

Voluntariem-se

Precisamos de voluntários

Sejam parceiros

Juntos vamos mais longe

Saibam como podem ajudar

Contribuir

Prestação de contas do 3.º trimestre da Coimbra Coolectiva

É um dos nossos lemas: boas contas fazem bons amigos. Voltamos a prestar contas a quem nos segue e quer saber mais sobre como gastamos o dinheiro e financiamos o nosso trabalho.

Partilha

Contribuam

Façam um donativo

Voluntariem-se

Precisamos de voluntários

Sejam parceiros

Juntos vamos mais longe

Saibam como podem ajudar

Contribuir

A revista Coimbra Coolectiva é propriedade da Cool – Associação Coimbra Coolectiva – Jornalismo de Soluções, uma organização sem fins lucrativos. Toda a equipa está comprometida com um princípio fundamental, o da total transparência –  no jornalismo que produzimos e na gestão do nosso órgão de comunicação social. Isso passa por mostrar, às claras, como gastamos o dinheiro, que decisões tomamos e quem nos financia.

Agrupamos as despesas nas seguintes categorias: recursos humanos, serviços profissionais, infraestruturas e tecnologia, despesas bancárias e seguros e outros custos e despesas. No quadro abaixo, podem consultar os diferentes tipos de despesas incluídas em cada categoria:

O total das despesas da Coimbra Coolectiva no 3.º trimestre de 2022 foi de 38956,25€.

Um olhar atento pode ficar intrigado com o aumento das despesas no mês de Setembro, relativas à contratação de serviços profissionais. Faltam poucos dias para ficarem a par de uma grande novidade que vamos anunciar: trata-se de um desafio para todas as pessoas que queiram embarcar numa viagem de mudança deste sítio onde vivemos.

Como se sustenta um projecto de jornalismo independente em Coimbra?

Fazemos a chamada a toda a nossa comunidade, feita de tantas pessoas que acompanham o nosso trabalho, que o elevam com as suas sugestões, ideias, críticas e comentários: precisamos dos vossos contributos.

Acreditamos que é possível financiar um órgão de comunicação social com a execução do nosso plano de sustentabilidade financeira, elaborado em conjunto com a Stone Soup, uma consultora com muita experiência em inovação social. Este plano é uma ferramenta fundamental que nos permite planear, gerir e levar a bom porto um conjunto de acções de comunicação e angariação de fundos.

Um dos caminhos apontados é o pagamento recorrente de contribuições financeiras pelos nossos apoiantes. Fazemos a chamada a toda a nossa comunidade, feita de tantas pessoas que acompanham o nosso trabalho, que o elevam com as suas sugestões, ideias, críticas e comentários: precisamos dos vossos contributos. E falem com colegas, com a família, com amigos, passem a palavra para que possamos continuar esta caminhada séria, íntegra e transformadora.

Actualmente, a par de donativos individuais e dos incentivos de apoio ao emprego do Instituto de Emprego e Formação Profissional, o principal mecenas é Gonçalo Quadros. Importa realçar aqui um princípio fundamental para o nosso projecto: nenhum mecenas, seja de que natureza for, ou contribuindo com que montante contribuir, pode influenciar, e muito menos determinar, decisões editoriais. Sentimo-nos gratos e reconhecidos pela generosidade dos que nos suportam precisamente porque ela assenta num valor inquestionável, o da liberdade de imprensa.

Encaramos a generosidade do cidadão que hoje é o nosso principal mecenas como uma bolsa de tempo necessária para desenharmos e pormos no terreno o nosso plano de sustentabilidade financeira, assente em técnicas diversas e complementares de angariação de fundos.

Estamos a desenvolver um trabalho capaz transformar Coimbra e precisamos do vosso apoio.

Juntem-se à nossa comunidade de apoiantes e contribuam para a Coimbra Coolectiva.

Mais Histórias

Festival Política: música cigana local ao palco e as mentiras de Van Der Ding 

É só o aquecimento do evento propriamente dito em Novembro, mas é uma estreia na cidade. Na sexta e Sábado, 10 e 11 de Fevereiro, a «festa da cidadania» chega a Coimbra. Os bilhetes são gratuitos e já podem ser levantados no Convento São Francisco.

quote-icon
Ler mais small-arrow

Geração Coolectiva: fomos 120 a construir a Coimbra dos sonhos e afetos

Encontro, confiança e oportunidade foram palavras-chave no evento de arranque da iniciativa 100% gratuita da Coimbra Coolectiva, no passado sábado. Dezenas de participantes, de todas as idades e perfis, seguem agora para o Programa de Capacitação onde vão desenvolver propostas para a cidade.

quote-icon
Ler mais small-arrow

Há Baixa na voz e nas mãos da comunidade

Este mês, começaram os ensaios do novo Coro da Baixa de Coimbra, o BaixaVoz, e inauguram exposições que dão a conhecer o singular Saco da Baixa, projecto de inclusão e capacitação para mulheres com mais de 65 anos.

quote-icon
Ler mais small-arrow
Contribuir small-arrow